Home > Para os psicólogo > Notícias

05/12/2011

Na 14ª Conferência Nacional de Saúde, SinPsi e FenaPsi reforçam luta pela regulamentação das 30 horas

Veja aqui a Carta de Brasília divulgada em Plenário

Cerca de quatro mil pessoas estiveram em Brasília entre 30 de novembro e 4 de dezembro para participar da 14ª Conferência Nacional de Saúde. A defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e o fim da terceirização da gestão da saúde pública nortearam os debates durante a Conferência que apontou ao final 341 propostas divididas em 15 diretrizes que devem ser respeitadas pelos três níveis de governo - municipal, estadual e federal.

O Sindicato dos Psicólogos de São Paulo e a Federação Nacional dos Psicólogos tiveram uma participação representativa durante a Conferência. Pelo SinPsi, estiveram presentes: Rogério Gianni (presidente), Arlindo Lourenço (vice-presidente), Fernanda Magano (1ª tesoureira e presidenta da FenaPsi), Valéria Princz (2ª tesoureira) e Lucio Costa (2º secretário).

Além da participação em Plenário, os dirigentes acompanharam outras importantes atividades, como rea Marcha pela Saúde realizada no dia 30 de novembro na Esplanada dos Ministérios, onde a classe trabalhadora levou às ruas a luta pela regulamentação da emenda constitucional 29, consolidando mais recursos para o fortalecimento do SUS público e de qualidade.

Durante a atividade, a presidenta da FenaPsi, Fernanda Magano, falou no caminhão de som e reforçou a importância da regulamentação da jornada de 30 horas semanais para todas as categorias da Saúde, incluindo os profissionais da Psicologia.

O nosso Projeto das 30 horas junto com o PL do Ato Médico e os temas ligados a saúde mental ganharam destaque na pauta dos psicólogos em reunião realizada no dia 2 de dezembro com todos os profissionais presentes à Conferência.

Foram construídas e divulgadas moções sobre saúde mental, saúde prisional e 30 horas para todos os profissionais da Saúde. Aconteceu também uma reunião com todos os presentes na Conferência identificados com a pauta da saúde mental onde foram discutidos os enfrentamentos necessários a internação compulsória e a contra-reforma psiquiátrica que quer desconstruir a Lei 10.216/01. Este atividade foi organizada em conjunto com o CFP (Conselho Federal de Psicologia) para indicar posição de intervenção nos itens pertinentes a está especificidade da saúde.

A presidente da FenaPsi junto a dirigente Sindicato dos Psicólogos da Paraíba, Shirlene Queiroz, participou do coordenação dos grupos de trabalho da 14ª Conferência Nacional da Saúde.

 
interatividade
 

Enquete

Em sua opinião, qual a principal razão para combatermos o Ato Médico?


Digite o código abaixo:

[Ver Resultado]